top of page
  • Foto do escritorJoaojb

A Civilização Arghyana

Atualizado: 24 de mai.


Capa a Primeira Ciência



No dia 9 de setembro de 2022, na cidade de Belo Horizonte, no interior do Hospital da Baleia,

Joaojb se submete a um procedimento de colonoscopia para averiguar um tumor intestinal, durante esse procedimento estaria inconsciente por aproximadamente uns 40 minutos, Joaojb

avisa o médico chefe que estará interessado em visualizar o procedimento, mas ele ironiza

dizendo que não poderia ser, pois estaria anestesiado, seria impossível.

Joaojb disse que talvez viajasse em tempo singular, ou seja, viajaria por 40 minutos, mas no

local de destino se passariam dezenas de anos, em seguida o Médico iniciou o processo

acionando o anestesista e Joaojb dormiu. Durante esse processo sente flutuar vendo se afastar

os equipamentos e os profissionais envolvidos, pouco tempo depois já estava em ambiente

conhecido, podia observar as mesmas luzes, que se lembrava desde o dia em que esteve com

GravtavM na nave do futuro, onde escreveu livro Fragmentos, quando sofreu uma abdução em

sonho.

Desta vez parece mais sério, elementos diferentes na nave, pessoas ou silhuetas diferentes,

somente uma que se apresentou foi familiar, tratava-se do imediato GravtavM, no local onde

Joaojb se encontrava podia ver a grande cadeira astral, pois nesse momento muitos se

apresentaram, tratava se dos guerreiros de Kirim:

Naim, Varney, Gum, Gim, Célio, Rina, e desta vez GravtavM faria parte dos guerreiros.

Informaram a Joaojb que viajariam a outro universo, em velocidade superior à luz, nos

corredores entre os campos EM e cruzariam a barreira que divide o universo imediatamente

anterior, no caso, o segundo universo da matéria. Joaojb seria espectador em tempo singular

para relatar a batalha da escuridão e a transferência de uma civilização chamada Arghyana.

Os guerreiros conhecidos de Joaojb brincavam sobre Terra e os sentimentos humanos e a

visão equivocada do consciente coletivo da humanidade, porém GravtavM na qualidade de

imediato subcomandante da nave explica que o tempo está correndo nos dois mundos, tanto

na Terra quanto na Estrela Ghyon, que não seria em outro sistema ou outra galáxia, mas outro

universo, distância além da imaginação e a missão estaria na conformidade com o mundo

astral.

Passaram algumas horas no entendimento de Joaojb, mas suas preocupações foram

esclarecidas, Célio lhe informa que seu tempo já está em singularidade na Terra, somente se

passou alguns milésimos de segundo enquanto o tempo na nave de GravtavM correra por 92

anos, quando retornar em sua oficina de conserto corporal teria apenas passado 37 minutos e

45 segundos tempo da Terra.

Os preparativos para a jornada iniciam, GravtavM informa a Joaojb que sua participação será

apenas como espectador, conforme o contrato assumido por todos no briefing da missão; os

computadores de bordo estão parametrizando energias, traçando rotas alternativas, caso

ocorra imprevistos, percebe que todos estão em atribuições ainda não conhecidas, usam

mãos, olhos, alternam toques em superfície de telas em branco, somente luzes alternando em

cores esmaecidas, opacas.

O comandante se apresenta, desta vez Joaojb se surpreende! Trata-se de um Ser que difere,

não tendo traços humanos, mas de estatura média, de cor clara voltada para claro cinza, mas

esverdeado, com olhos grandes e esféricos, se dirige a todos, e informa:

___Foram devidamente avisados e escolhidos por Kirim, devemos no abster em cumprir a

missão ao com o mínimo de interferência somente os tempos estritamente necessários, como

descanso, reposição energética e considerações pertinentes, sabeis-vos, que há um humano

do passado a bordo, informe que essa missão seria impossível a um veículo com traje humano

de expressão a bordo.

Se forem detectar o tempo pela distância física, demoraria 200 milhões de anos-luz de seu

mundo, graças a nossa tecnologia estamos viajando em comutação vibratória dos campos EM,

adentremos em alguns minutos no corredor da eternidade. Estaremos onde trafegam as

grandes embarcações intergalácticas, os cálculos devem ser 101 por cento corretos, pois na

equação quântica não há retorno, nem para os que estão em estado de fragmento de luz, esse

comandante deseja que a luz vos acompanhe e traga sucesso em nossa missão vamos

resgatar a Arca de Arghyon no segundo universo da matéria.

Joaojb pergunta o nome da nave para Rina, mas quem responde e GravtavM:

___Hora, hora, Joaojb imaginei que soubesse, essa é a nave Orbital 5! O nome foi dado ao

cientista que descobriu que todo corpo no espaço é orbitado ou orbita, seguindo a sequência

da conformidade Quantum, antes do átomo, há muito mais que poderá saber, se familiarize

com a Orbital 5.

Em algumas horas, no meu entender, deixamos a Terra, e ficamos em órbita alta por algum

tempo, enquanto trabalhos a bordo ainda eram realizados; fui apresentado a um novo

aposento, com água, banho de luz, cama suspensa sem pernas, visão do universo e algumas

máquinas retangulares, sem teclados, superfície lisa, disseram que eu saberia operar, mas

terei 92 anos para tentar isso, ao tocar em uma forma retangular parecida com um notebook,

apareceram carácteres informando sobre os equipamentos a bordo e armas de defesa, aproveitei para estudar um pouco a nave, sem dúvida seria um conhecimento interessante que levarei de volta à Terra.

Gostei de um conto, que fara parte do livro A Forma da Vida, motivo dessas

incursões astrais, esse conto lembra as virtudes humanas, e como o coletivo humano

alcançará o seu destinorumo a evolução. Simplesmente cada unidade humana ao distribuir, enviar a outros arquivos de

conformidade negativa, ou ainda gerar ações de conformidade das forças da escuridão; então

ao distribuir ou gerar para outros arquivos ou ações positivas ou parte de suas virtudes estarão

contribuindo para o fim da negatividade, fim das causas escuras e quando o coletivo da

memória humana for conscientemente positivo sem traços negativos.

Nesse patamar evoluirão para uma posição superior, nesse ínterim, aproveitei para bisbilhotar

os arquivos da nave encontrando relatórios de batalhas, viagens no tempo, catálogos de

planetas ainda não conhecidos e galáxias infinitas, deu para entender que estiveram na Terra

em todas as eras e acontecimentos capitais que mudaram o rumo da história humana. Nesse

momento chegam informações estranhamente entra na minha percepção, de repente sinto o

mestre Kirim falando a toda tripulação:

___Como e de vosso conhecimento irão para uma viagem perigosa, pois somente em seu

destino poderão os 7 guerreiros juntos invocar minha presença, essa regra foi estabelecida

muito antes da equipe ser formada.

O mundo que visitarão está localizado em outro universo da escala infinita, a maioria de seus

habitantes já ascenderam ao plano astral, desta forma encontrarão enormes quadrantes em

poder da escuridão e nesse caso vão precisar de minha ajuda; o próprio deslocamento se faz

hostil, e ao chegarem, necessário será um veículo (corpo) para se expressarem nos mundos

daquela estrela, onde devem procurar a Arca Quadryan, onde todos a bordo aguardam os

remanescentes do planeta Arghyon, que serão escoltados pela Orbital 5, estando sobre forte

ataque das trevas. Para isso terão que atravessar o anel de barramento cósmico que divide os

dois universos; o primeiro encontra se expandido ao astral, o segundo, seu destino está em

fase final de ascensão, o terceiro vosso lar, em plena evolução, nenhum ser vivente em

expressão planetária, jamais poderá chegar a tais fronteiras, como sabes somente em

fragmento na condição de antimatéria.

Após o acordo com o mundo astral, os Arghyanos estão autorizados a virem para o terceiro

universo onde ajudarão outras civilizações com sua cultura e tecnologia e sua forte

proximidade com os preceitos do mundo superior, que a luz vos acompanhe! Após essas

palavras, em todos os terminais de acesso foram exibidas as formas físicas, o memorial de

configuração do Ser Arghyano também sua forma de gestão planetária, onde somente robôs

cuidam da economia, finanças, não governos.

Não há ricos ou pobres, não há países, olhos esféricos, dois braços longos, caixa orgânica com

5 sub processadores, que em relação ao humano seria vasos e tubos interligados fornecendo o

fluido vital metálico em forma de gás; duas longas pernas, pés com três dedos e unhas

permitindo subir grandes montanhas e objetivos verticais; sua velocidade correndo chega a 55

milhas ( 89 km) por hora, com relação ao relógio galáctico do terceiro universo, em seu planeta,

no sistema de sua estrela a média gravitacional se faz em 3,38 m/s² em relação ao sistema da

Terra.

O Arghyano pode perfeitamente voar em seu mundo não havendo nenhum sinal de hostilidade,

são verdadeiros guerreiros, mas contra a escuridão, sua civilização assume toda a deficiência

em qualquer mundo, gradualmente sua cultura se faz presente absorvendo aquela civilização

que evoluirá rapidamente, mas somente com a saída da conformidade Arghyana, que poderá

seguir sozinha rumo a evolução, isso poderá demorar milhares de anos de um mundo físico

convencional.

Deu para ver as montanhas, vegetação, rios enormes, águas que sobem, descem, cidades

gigantes, torres ao infinito, naves de apoio e veículos de transportes, cabines de teleporte,

árvores de luz, palácios e castelos, florestas de cores diferentes e mistas; realmente é um

extraordinário mundo; dizem que pode chegar a 22 vezes o tamanho da Terra, imagine os

animais que poderemos encontrar!

Às vezes eu penso na Terra, o que deverá ter acontecido ao meu corpo naquele hospital, estou

informado que deverá ser uns 40 minutos, pelo imediato gravtavM que poderemos ficar lá por

92 anos, como pareamento em singularidade de tempo, isso é muito difícil de aceitar, mas

prefiro pensar ser somente um sonho, mas não me lembro de quase nada de minha vida,

somente o hospital, e essa nave incrível chamada Orbital 5, é o disco voador mais doido que

já vi.

GravtavM solicita que todos compareçam à ponte de comando, onde o comandante Drum,

informará diretrizes e briefing do start:

___Tripulação, atentos para as lembranças, que desaparecerão em breve, deverão assumir

nova carga de memória em d-33/ssz na barra crítica de seus braços, a velocidade da nave não

é conhecida de muitos, mas em resumo entraremos em paridade com a sombra

eletromagnética de corpos no espaço que correspondem a planetas e estrelas, tal paridade se

ajustará pela frequência compatível, dando salto intergaláctico.


Que a luz esteja sempre com você!



Para comprar esse livro clique em comprar agora!









54 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ser Humano

Universos

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page