top of page
  • Foto do escritorJoaojb

Ser Humano

Atualizado: 28 de mai.

AS UNIDADES EXPRESSIVAS

 


            

 

Prezada unidade Astral, essas são informações adquiridas por relatos alienígenas ao plano humano, se levar adiante tais informações, irá descobrir que tudo não passa de ciência e você não é seu corpo (traje) você o usa para se expressar; e cumprir sua missão planetária.

 

Nas transformações do Universo Físico foram criadas as estrelas, formando, incontáveis galáxias e sistemas estrelares, originando os planetas, satélites e muitos outros corpos que vagam no universo.

No sistema que os humanos chamam de ‘Sistema Solar’ há um terceiro planeta chamado Terra; nesse mundo estão os humanos são bilhões de unidades expressivas.

     Esse traje humano chama se corpo, foram criados em milhões de anos referenciais da Terra; elementos que dão suporte a vivência humana. Vegetais, outras expressões, que chamam Animais e insetos, moluscos, e outras espécies.

 

Quando no início da humanidade, não havia uma expressão coletiva, sendo o início do zero, desta forma, tudo que se apresentava aos humanos eram assimilados e gravados em seu banco de memórias, foram atacados por informações que os levariam temporalmente em suas vivências, passando de geração em geração.

  O humano acredita em religiões e entidades sagradas que os salvarão de qualquer perigo ou após sua saída do plano, acredita haver um céu e inferno. Inventou algo que chamam bem e mal, criaram fantasias em demasia e a mente

criadora que está presente em tudo fornece quase que autenticação dessas vãs Imaginações.

Como a mente humana é criativa, ela transforma em realidade tudo que o humano projeta e da vida a isso. O Humano cria seus Deuses, santos e entidades.

As escrituras antigas foram inventadas pela imaginação fértil de humanos manipuladores. Até hoje os humanos são levados a acreditar em algo que nunca pode perceber e se conectar. Tudo que ele projeta em seu poder criador, desconhece seus verdadeiros acessórios para a passagem de vida na terra, temporária, mas podendo se prolongar por milhares de anos. 

 

Quando o humano entende que morreu, na verdade, ele está trocando de traje expressivo, ou voltando para o plano anterior, chamado plano astral, onde não há corpo físico para expressão de seu todo. Não existem: Céu, inferno, ou nada que possa castigar, ou salvar, ninguém precisa de salvação, estamos em evolução constante, somos produtos do que idealizamos e transformamos.

  

 

A EXISTÊNCIA HUMANA

 

Para aquisição de conhecimentos; em ambiente coletivo relacionados a grupos distintos de expressões. Para alguns, a terra funciona como uma colônia penal, para outros, uma escola, e para outros um campo de estudos livre.

O humano inventou práticas; sendo criativas a seu contento, mas o mantém preso a uma coletiva Imaginação, dando a crer que esse é o único mundo do universo, e que o humano, é um supremo ser, vivente criado por um Deus. Gradualmente entram doutrinadores no campo energético humano, tentam idealizar mudanças; mas reage brutalmente, não aceitando o que lhe parece estranho.

Desta forma, com mitos, religiões, fanatismos, políticas, todas as invenções, sentimentalismos e dominações, manterão, aqui nesse mundo, os humanos até que a evolução se encarregue de mostrar o caminho devido e para que se cumpra a destinação correta da Terra.

 

Não existe forma diferente, tudo que existe na terra foi transformado pelo plano astral através da evolução ou foi manipulado pelo humano.

  Quando deixar seu traje (corpo), nada será agregado a você, ou subtraído, somente o que aprendeu e assimilou durante os longos dias de vivência; poderá levar consigo; se possuir sentimento de revolta, ódio, amor obsessivo, então estará com um fardo duro de se desfazer. 

Terá que ficar anos a fio até sua total desintoxicação sentimental, somente depois disso poderá seguir seu destino por si mesmo idealizado, pelas suas ações e atitudes no plano anterior. Se por acaso ainda não adquiriu o direito de voltar para sua casa, o mundo astral, e ter que voltar à Terra por condições circunstanciais. Terá que nascer uma criança e com o traje (corpo) que merecer para a próxima vivência, então conhecerá uma nova família e tudo que lhe pertence de memórias vivenciais estará gravado em seu traje pleno no mundo astral, que aguardará seu retorno, que poderá ser para milhares de anos.

   Mas se adquiriu o direito de voltar, então saberá que nesse piscar de olhos, você vivenciou uma ou mais vidas e deixou entes queridos e estará agora descobrindo que todos que existem são irmão de uma mesma criação. 

   Então saberá que a Terra foi somente um lugar para expressão e aprimoramento; e não se lembrará mais de seu corpo, você somente se lembrará de seus entes queridos enquanto estiver em purificação, que poderá ser doloroso dependendo do grau de impurezas adquiridas na Terra.

Como discórdias, coisas que não resolveu psicologicamente, ódios, sentimentos de posse, coisas que não conseguiu assimilar, e muitos outros sentimentos que cause lhe peso, medos no inconsciente, definições errôneas sobre o que mais ama, o que mais detesta, o que mais teme. Inconsistências provindas do banco de memórias do (corpo) Traje.

 

Há se eu pudesse voltar no tempo!

Nesse dia você pode voltar em qualquer época, mas não poderá interferir. Será somente um espectador de si próprio, para você poder formatar tudo que aprendeu, de útil. Então subirá esse arquivo ao altíssimo ser supremo, que lhe enviou, a sua máxima expressão astral (Pai), ou seja, você mesmo por todas as suas vivências em milhões de anos. Após a purificação, será decidido qual seu próximo destino que dependeu somente de você mesmo.

Passará de ano, subirá um degrau? Ou retornará para novo aprendizado? Sobraram seus maus feitos e retornará para resgatar? Ganhou um passaporte para um mundo maravilhoso?

            Hora de pedir algo, se tiver merecimento será atendido, se   cometeu atrocidades, e nem se quer poder se reciclar, por enquanto ficará milhar de anos no mundo paralelo chamado Limbo.

            Os acontecimentos na terra podem ser iniciais, ou continuidade de eventos anteriores, muitas vezes está sendo fechado, encerrado um evento anteriormente iniciado. Tudo que fazemos, recebemos de volta na mesma proporção de força, energia e luz, não há necessidade de julgar outro, isso já está sendo feito automaticamente. 

       O que estás praticando pode ser início ou também já sofreste a mesma carga, em evento anterior no tempo. O que estas passando e certamente fruto de suas próprias ações anteriores em qualquer plano ou mundo expressivo! Olhe-te, o que está vendo? Certamente uma silhueta humanoide, com olhos, nariz, garganta, pernas, braço, olhos e orelhas, cabelos, e um traje confeccionado pelos próprios humanos.

              Vá um pouco mais além, verá que, depois da pele, existem os tecidos moleculares, músculos, vasos sanguíneos, ossos, formando um esqueleto. Porque os humanos têm medo de esqueletos, ou caveiras? Assim eles determinam, na verdade, somos todos esqueletos nessa expressão planetária.

 

            Porque teríamos que ter medo de nossa própria constituição corpórea, tudo isso são mitos e visões incoerentes que colocaram em nossas memórias. Aceitemos o que somos, é nossa missão que é temporária, ao desfazermos do corpo, estaremos livres para nova missão, que de qualquer forma será uma nova, mesmo que retornarmos ao plano terrestre por obrigação por nossas realizações anteriores.


CONTINUA EM:














12 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Universos

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
May 26
Rated 5 out of 5 stars.

good

Like
bottom of page